Saboreie a Dinamarca

A comida dinamarquesa percorreu um longo caminho desde o repolho, a salsicha e os ensopados de costela. Mas se você realmente gosta de aventura, ainda pode experimentar esses pratos dinamarqueses tradicionais nos bares e restaurantes de todo o país.

Antigamente, a comida dinamarquesa vinha de seu meio ambiente. Os alimentos mais comuns eram a carne de porco, vegetais e peixe, utilizando métodos de preparação, tais como picles, defumação e cozimento. Muitos dos atuais e principais chefs dinamarqueses voltaram às suas origens, combinando métodos antigos com novas técnicas e tecnologias para desenvolver a mega popular Nova Cozinha Nórdica.

Por que não fazer um passeio gustativo pelos pratos tradicionais dinamarqueses? Não é só uma ótima forma de matar a fome, mas de conhecer mais sobre a cultura e história da Dinamarca e esbarrar em vários dinamarqueses pelo caminho. Então, mergulhe em um prato de Linguado à Moda Skagen na Jutlândia do Norte ou pegue seu picles preferido de arenque em Møn no Zelândia do Sul. Todas as regiões têm suas especialidades, veja aqui alguns destaques:

Jutlândia do Norte e Ocidental 

A pequena cidade pesqueira Skagen, na Jutlândia do Norte, é o local para apreciar o Linguado à Moda Skagen, especialmente no Hotel Brøndum. A cidade está localizada em uma bela área litorânea, com abundância de peixes, a paisagem é árida e arenosa o que a torna a produção agrícola difícil. No entanto as bagas florescem por aqui e essa receita usa oxicoco, mirtilo ou framboesa em seu molho.

Limfjord, fica um pouco mais para o sul, aqui você pode experimentar algumas das receitas mais saborosas de enguia da Dinamarca. No Venø Inn em Struer, coma o famoso rolinho de enguia (rulleål), cozido com cebola, sal e pimenta, servidos com batatas apimentadas.

Se quiser um sabor do ano de 1700, vá até o Sevel Inn em Jutlândia, para provar as Costelas na Cerveja (Ølben): as costelas de porco são marinadas e cozidas na cerveja preta, depois deixa descansar e finalmente são grelhadas. O acompanhamento perfeito é uma cerveja bem gelada ou a aguardente de ervas fabricada no próprio local.

Jutlândia do Sul

Barge Pullers’ Pot é um prato com um nome intrigante e remonta ao ano de 1800 em diante, quando os bens eram transportados pela Dinamarca em uma barcaça, com puxadores, empregados para puxar as barcas pelos rios e canais da Dinamarca, porém esse trabalho dava uma fome louca. 

Os bares ao longo dos rios preparavam uma panelada de carne de porco, de boi, vegetais e bacon defumado, que ficava fervendo e pronto para quando os puxadores das barcaças atracassem no final do dia. Experimente uma versão um pouco mais sofisticada da caçarola original no Svostrup Inn, do ladinho do rio Guden.

Jutlândia do Sul é famosa também pelas salsichas. Esse é um lugar para mostrar coragem e experimentar a salsicha com repolho, especialmente na época do Natal, quando são servidas nos restaurantes da região. As salsichas são servidas com repolho, e não feitas de repolho. Siga a trilha até o Tyrstrup Inn para uma grande versão desse prato tradicional.

Os ovos de sol (Solæg) são outra especialidade regional incomum. Os ovos são cozidos com a casca marrom das cebolas e deixados na salmoura por cerca de três semanas. Quando estão prontos, os ovos são descascados, cortados ao meio, as gemas são retiradas e o buraco é preenchido com uma mistura de tabasco, óleo, vinagre e mostarda antes de colocar a gema de volta. O Buch’s Wine Bar em Haderslev prepara um solæg maravilhoso.

Fanø e Aerø

Sakkuk é um tipo de pudim feito de farinha, servido com carneiro curado, filé de porco, mostarda e calda. Antigamente, era servido nos casamentos, mas ainda é possível experimentar o Sakkuk em vários locais na ilha de Fanø, incluindo o Café Nanas Living em Sønderho. De acordo com a tradição, você precisa regá-lo com cerveja branca tépida e aguardente.

Aerø é conhecida por suas panquecas extremamente grossas, feitas com a adição de fermento na massa.

No verão, você pode experimentar panquecas com mel e molho de maçã nas barraquinhas de rua nos festivais e eventos públicos.

Funen

O omelete de Funen é uma especialidade das antigas, e o Restaurante Carl Lund em Odense é famoso pela versão da casa, que já faz parte de seu cardápio desde 1860. O omelete é servido com porco assado, pão de centeio e mostarda.

Zelândia

Faça um passeio em Møn, na Zelândia, para ter uma amostra do arenque local, conhecido como Iscas de Arenque (Bidesild). Esse prato tem centenas de anos, o arenque é marinado em grandes barris de salmoura durante muitos anos. Experimente esse prato com pão no Restaurante Kaj Kok na Land Sled.

A outra especialidade popular de Møn são os bolos de trigo, feitos com farinha finíssima e cobertos com queijo. Experimente com picles de ameixa feito em casa para desfrutar de um almoço delicioso.

Copenhagen

O mundialmente famoso, sanduíche aberto de pão de centeio, smørrebrød, tornou-se popular na capital da Dinamarca, Copenhagen, do ano de 1800 em diante. Um local fantástico para desfrutar as versões modernas desse prato é a loja Ida Davidsen, onde você terá à sua escolha 250 tipos de sanduíches diferentes.

Bornholm

Você não pode visitar Bornholm sem fazer uma viagem a uma das casas de fumeiro mais antigas da ilha, ali você terá uma amostra dos deliciosos acepipes defumados e verá como são preparados. Um prato muito famoso chamado Sun over Gudhjem é feito com arenque defumado no pão de centeio, cebolinhas e uma gema de ovo crua.

O arenque salgado frito é outro prato antigo de Bornholm, o peixe fica de molho em salmoura, depois é passado na farinha e frito em gordura de porco. Esse petisco é mais delicioso do que parece! Outro aperitivo tradicional é o Gudhjemmadyppa, que é bacon com molho agridoce. Você pode experimentar pratos antigos como esses no Restaurante Bokulhus em Gudhjem, e em vários restaurantes espalhados pela ilha.